Subprojeto 18.3 – Gliaembainhante olfatória como bomba secretora endógena de fator neurotrófico, através da transdução gênica via vetor adenoviral associado in vivo./strong>

Participantes: Silvana Allodi
Instituto de Biofísica – UFRJ

Nestalinha de pesquisa, que vem na esteira do estudo da gliaembainhante olfatória, assunto que já rendeu teses e artigos científicos do grupo do laboratório, propomos uma terapia gênica experimental para neurodegeneração promovida por isquemia em modelo murino in vivo, com a instilação intranasal de vetores de vírus adeno-associados (VAA) para superexpressar fatores neurotróficos como BDNF na gliaembainhante olfatória da mucosa e bulbo olfatório.
O objetivo desse trabalho, portanto, será o de contribuir para o desenvolvimento de novos métodos terapêuticos para doenças neurológicas crônico-degenerativas, por meio da técnica de instilação intranasal e o desenvolvimento experimental de terapias avançadas, como a terapia gênica. A estratégia de trabalho inclui desde pesquisa básica de mecanismos de delivery de VAA ao SNC via instilação intranasal a ensaios pré-clínicos em modelos animais, incluindo o desenvolvimento de produtos biotecnológicos em casos particulares.