Proteína G e estímulos sonoros.

IMAGEM-16

Créditos da imagem: Scholz et.al., 2017.

Cerca de dois anos atrás, cientistas da Universidade de Würzburg descobriram que uma certa classe de receptores celulares é capaz de perceber estímulos mecânicos. Agora eles começaram a desvendar os mecanismos moleculares por trás da descoberta. Lembram-se da famosa proteína G, envolvida em diversos processos de sinalização bem conhecidos? Agora ela também está envolvida na mecanorecepção em neurônios sensoriais.

O receptor, estudado por cientistas das universidades de Würzburg e Leipzig nos últimos anos, funciona de forma semelhante ao controle de volume de um aparelho de som que melhora ou atenua o sinal recebido. O receptor em questão é chamado de latrofilina / CIRL e também é acoplado a proteína G.

Veja mais no paper publicado na eLife:

Mechano-dependent signaling by LatrophilinCIRL quenches cAMP in proprioceptive neurons