Manipulando a comunicação entre organelas membranosas através da luz!

IMAGEM-121

Créditos da imagem: He et.al., 2017

Cada célula do corpo é constituída por uma série de minúsculas subunidades membranosas seladas, chamadas organelas. Todas estas organelas membranosas são capazes de se comunicarem umas com as outras, realizando um grande intercâmbio entre os seus lipídios constituintes. Sendo assim, uma molécula de fosfolipídio de um lisossomo pode, em algum momento, estar localizado em uma mitocondria, ou no retículo endoplasmático etc.

Um processo chamado de ligação à membrana (Tethering) é responsável pela ponte entre as organelas em uma zona subcelular especializada chamada de locais de contato de membrana (membrane contact sites) e, agora, os pesquisadores desenvolveram uma maneira de manipular essa ligação. Pela primeira vez, pontes de diferentes comprimentos nas células vivas puderam ser criadas para conectar compartimentos subcelulares com grande controle temporal e espacial.

Técnica esta possível através do uso da luz e de proteínas fluorescentes! Este trabalho foi capa na revista Chemical Science:

Optical control of membrane tethering and interorganellar communication at nanoscales