Interação com cinesinas aumenta a longevidade e comprimento dos microtúbulos!

IMAGEM-162-1024x605

Créditos da imagem: Peet et al., 2018.

O novo trabalho da Universidade de Warwick mostra como um sistema de “trilhos” microscópico em nossas células pode otimizar sua estrutura para melhor atender às necessidades celulares.
Foi-se observado como a rede de microtúbulos é construída e dinamicamente modificada. Microtúbulos são estruturas proteicas que fazem parte do citoesqueleto nas células. São filamentos com diâmetro de, aproximadamente, 24 nm e comprimentos variados, de vários micrômetros até alguns milímetros nos axônios das células nervosas. Os microtúbulos são pequenas estruturas cilíndricas e ocas formadas por proteínas chamada Tubulinas. Existem 2 tipos de Tubulinas que se associam formando dímeros ,a α (alfa) e a β (beta); estes se polimerizam formando protofilamentos. São necessários 13 protofilamentos para se formar o microtúbulo. São estruturas altamente dinâmicas que se polimerizam ou despolimerizam com alta velocidade, dependendo da necessidade celular.
Neste trabalho, foi descoberto que o sistema de trilhos de microtúbulos dentro das células pode ajustar sua própria estabilidade, dependendo se está sendo usado ou não. Um aumento de longevidade de 200 vezes e de 1,6% no comprimento dos microtúbulos ligados às cinesinas, proteínas transportadoras de cargo que usam os microtúbulos como trilho, foi detectado. Desta forma, a interação de um microtúbulo com uma cinesina leva a um aumento de comprimento e longevidade deste importante componente do citoesqueleto celular.

Kinesin expands and stabilizes the GDP-microtubule lattice

Keywords: #citoesqueleto; #transportecelular; #microtubulos.