Possível alvo para o tratamento da retinopatia diabética.

IMAGEM (13)

Créditos da imagem: Liu et.al., 2017.

Pesquisadores descobriram uma via de sinalização celular em camundongos que desencadeia perda de visão na retinopatia diabética e oclusão da veia da retina – doenças caracterizadas pelo fechamento de vasos sanguíneos na retina, levando a cegueira.
Em experimentos em que o fator de crescimento endotelial vascular (VEGF) foi suprimido no olho, os pesquisadores conseguiram restabelecer o fluxo sanguíneo normal na retina, oferecendo um potencial meio de bloquear ou mesmo reverter a cegueira relacionada ao diabetes. Foi demonstrado que o aumento dos níveis de VEGF na retina atrai leucócitos para a retina, onde estas células se aderem às paredes dos vasos sanguíneos, interrompendo o fluxo sanguíneo.
Reduzir o VEGF ou bloqueá-lo com um anticorpo levou ao dissipamento dos globulos brancos, abrindo os vasos fechados e restaurando o fluxo sanguíneo para a área.

Veja o estudo na íntegra publicado na JCI deste mês:

Reversible retinal vessel closure from VEGF-induced leukocyte plugging